Superstições de casamento

por em

Superstições de casamento

 

Durante o casamento real entre o principe Willian e Kate, não se parava de dizer a supertição que ela seguiu: “Something old, something new / Something borrowed, something blue / And a silver sixpence in your shoe” (algo novo, algo velho / algo emprestado, algo azul / e uma moeda de prata no seu sapato)

De acordo com as culturas, as superstições mudam completamente. Por aqui é muito comum amarrar fitas na calcinha da noiva, que deve ser azul. Ou escrever os nomes das amigas solteiras na barra do vestido de noiva. Ou ainda jogar arroz nos noivos quando eles saem da igreja. Se identificou com alguma? Naturalmente, pois elas estão em todo lugar.

Na Irlanda casar de verde pode significar que a noiva é promiscua. Aparentemente, de tanto rolar na grama o vestido, que era branco, ficou verde. Estranho, não?

No Brasil, se o vestido passa por cima do seu pé quando a noiva entra na Igreja, isso significa que você vai demorar a casar. Por que exatamente se pensa isso, ninguém sabe. Por via das duvidas, se ainda não casou, fique para dentro nos bancos.

Outra superstição muito popular diz respeito ao bolo de casamento. A ultima camada, menor de todas, não deve ser comida na festa. Os noivos devem guardá-la e deixar congelada por 1 ano inteiro. No primeiro aniversario de casamento, o bolo é então descongelado e só então o casal pode comer. Esta superstição deve ser recente, pois devia ser bem difícil de comer o bolo depois de um ano quando não se tinha freezer, não é verdade?

Uma superstição mundialmente conhecida é a que diz respeito a lua-de-mel. Antigamente se dizia que o noivo que conseguisse roubar a noiva depois do casamento deveria fugir com ela durante um ciclo de lua inteiro, onde os dois beberiam muito vinho de mel. Se ele conseguisse realizar esta façanha, o casal seria muito feliz. Hoje em dia todos fazem isso, mas quando chegar a sua vez, esteja certa de beber bastante vinho de mel!